Conheça a ilha

A ilha dispõe de vários passeios e serviços e com sua solicitação podemos fazer o agendamento, para sua comodidade, sendo eles:  Aluguel de veículos, passeios de barcos, pescaria, mergulho, trilhas, tour tradicional e fotográfico, caminhada e outros.

comochegar

A ilha conta com três vôos diários saindo de Recife e Natal e ocasionalmente vôos fretados. Além disso, em algumas épocas é possível chegar através de navios cruzeiro.

comercios3

O centro comercial de Fernando de Noronha é o núcleo urbano de Vila dos Remédios, que não é considerada capital por ser a ilha um distrito estadual.

reciclagem

Existe uma usina de reciclagem na ilha, mas eles concluem o processo de reciclagem em Recife. A Pousada Lenda das Águas separa orgânicos, plásticos, metal vidro e papel, contribuindo com a sustentabilidade da ilha.

geografia

O arquipélago de Fernando de Noronha é originário de uma erupção vulcânica e é composto por 21 ilhas, ilhotas e rochedos no meio do oceano Atlântico. Possui uma área total de 26km², sendo que destes, 17km² são ocupados pela ilha principal, única habitada.O arquipélago integra a Mesorregião Metropolitana do Recife. Fernando de Noronha está localizada a 360km a nordeste de Natal, no Rio Grande do Norte e a 545 km a nordeste da capital, Recife, em Pernambuco. Devido a sua proximidade com a Linha do Equador o clima em Noronha é tropical, quente o ano inteiro, com amplitude térmica muito pequena, variando entre 26 à 28ºC. Fernando de Noronha possui algumas espécies endêmicas como a ave cocoruta (Elaenia ridleyana) e a famosa mabuya (Trachylepis atlântica). Em 1988 foi criado o Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha como uma unidade de conservação de proteção integral do meio ambiente, que ocupa aproximadamente 70% do arquipélago e é administrada pelo instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (Icmbio). Atualmente para se ter acesso ao parque é preciso adquirir um ingresso de acesso. Existem muitos números para a quantidade de habitantes em Fernando de Noronha, estima-se algo em torno de 5 mil pessoas.

historia2

A ilha de Fernando de Noronha tem seu descobrimento datado de 10 e agosto de 1503 por uma expedição portuguesa comandada por Gonçalo Coelho e levava a bordo o famoso aventureiro italiano Américo Vespúcio, que através de uma carta a um amigo italiano relata as belezas e encantos de uma ilha “desabitada, com águas doces e com aves tão mansas que vinham ter as mão”. Em 1504, a ilha foi concedida pelo rei de Portugal, como capitania hereditária ao financiador da expedição, o fidalgo Fernão de Loronha, por isso o nome da ilha. Porém o fidalgo nunca pois os pés na ilha. Durante os séculos seguintes a ilha sofreu constantemente invasões de ingleses, franceses e holandeses, quando em 24 de Setembro de 1700, Fernando de Noronha perdeu o estatus de capitania hereditária e tornou-se dependência da capitania hereditária de Pernambuco, a qual já possuía forte vínculo. No final do século XVIII uma prisão foi construída e os primeiros presos desembarcaram. Entre os anos de 1939 e 1945, presos de cunho político começaram a ser enviados para ilha. Em 1942, com a Segunda Guerra Mundial, devido a sua localização estratégica, Noronha torna-se Território Federal – F/N, passando a servir como base avançada de guerra. Em 1988, Fernando de Noronha volta a administração de Pernambuco, agora como um Distrito Estadual, sendo dirigida por um Administrador Geral nomeado pelo governador do estado. Devido a sua importância como área de alimentação de várias espécies e a elevada população de golfinhos, o Arquipélago de Fernando de Noronha foi declaro em 2001 Patrimônio Mundial pela UNESCO.

atrativos

Para conhecer todos os atrativos naturais e culturais de Fernando de Noronha, requer-se pelo menos 5 dias. Além das riquezas naturais, a ilha tem uma vasta riqueza cultural que merece ser conhecida.

hospital

Há apenas um hospital público na ilha que atende a casos de primeiros socorros e pequenas cirurgias, além de exames de rotina na população e visitantes da ilha. Existem médicos que residem no arquipélago para casos de pediatria, clínica geral, e serviços odontológicos. Em casos mais graves, a ilha aciona o Salva-aéreo, que é um avião com estrutura hospitalar para socorrer emergências e transportar o paciente para o continente com segurança.

usina

Projeto criado para difundir os conceitos básicos de Eficiência Energética por meio de soluções interativas, num espaço sócio-educativo. Localizado na Usina de Tubarão, no distrito de Fernando de Noronha – PE, o espaço propicia que os visitantes conheçam, na prática, uma usina geradora. As visitas são gratuitas e o agendamento deverá ser solicitado, previamente, através do telefone (81) 99974-1194 ou pelo email celpenoronha@aulasdeenergianeo.com.br. Durante o passeio o visitante terá a oportunidade de conhecer: Realidade Virtual, Espaço de Jogos, Maquetes, Simulação de Geração.

projetotamar

Surgiu com o objetivo de proteger espécies de Tartarugas Marinhas ameaçadas de extinção no litoral brasileiro. Biólogos realizam a captura científica das tartarugas marinhas, um programa que inclui a captura e marcação destes animais, para estudo de informações como taxa de crescimento, desova, rota de migração e outras informações dinâmicas. Para os turistas, são ofertadas palestras sobre Ecologia, que abordam temas como Golfinhos, Tubarões, Atol das Rocas, Tartarugas Marinhas, entre outros. Algumas vezes os biólogos permitem que turistas acompanhem o trabalho de captura e marcação das tartarugas na Bahia do Sueste ou no Porto, dependendo das condições do mar. É uma atividade grátis e muito emocionante. Outra atividade interessante do Projeto Tamar é a soltura dos filhotes de tartarugas. Ela acontece durante a temporada reprodutiva, entre janeiro e junho, geralmente no final da tarde, às 17:30, e antes do pôr-do-sol.

forte

O Forte de Nossa Senhora dos Remédios de Fernando de Noronha foi erguido em posição dominante, numa elevação a 45 metros acima do nível do mar, sobre as ruínas da antiga posição holandesa abandonada em 1654, é a principal estrutura de defesa da Baía de Santo Antônio, o mais importante ancoradouro da ilha. A partir de 1885 foi armado com dezoito canhões de bronze La Hitte, calibre 12, raiados. O imóvel encontra-se tombado pelo Patrimônio Histórico e Artístico Nacional desde 1961.

instituto

A administração do Parque Nacional está atualmente a cargo do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).